A boa vontade dos desconhecidos que faz do Mundo um lugar melhor

Manhã de Domingo, de sol, brilhante como se quer uma manhã de Domingo de ☀️, de Primavera. Alva. Meiga. Linda. O dia arranca quase bem. Sim, quase bem. Vou buscar a Leonor à cama dela e trago-a para junto de nós. Como acontece todos os dias. E ela ali fica, entre nós, entre o dormitanço…

A alegria incomparável de ver crescer uma criança

Aos quase 35 anos de vida posso perfeitamente afirmar que ver crescer a minha filha é um prazer absoluto e o maior regalo dos meus dias. É de facto uma alegria incomparável esta a de ver crescer uma criança. A minha. Vê-la conquistar pequenas vitórias diariamente. Assistir ao desbravar do mundo. À superação dos pequenos…

Ela está a querer andar e é um regalo para os olhos

Se é. A uma semana de fazer 11 meses a pequenina já mostra – e de que maneira – interesse constante por estar de pé, agarrada à sua motinha. Compreendo que isto não tenha grande motivo de interesse, é certo. Mas Domingo foi um daqueles dias em que ela resolveu introduzir uma variante na brincadeira….

Cuidar de nós no pós-parto

Sim, também é importante. Vivemos para os nossos bebés mas, nessa vivência intensa, também precisamos de cuidar da nossa mente e do nosso corpo. E eu sei bem do que falo, depois de um trabalho de parto longo e que exigiu muito de mim, sobretudo fisicamente.A ML está quase a completar 10 meses. E 10…

Análise assumidamente emotiva do primeiro mês de creche

Pois é. Vou cair na patetice de recorrer a um cliché mais velho que o cair de costas mas… tem mesmo de ser: “Ai como o tempo passa a voar!”. Pronto. É essencialmente aqui que se centra o problema, e é precisamente por isso que se justifica inteiramente esta análise assumidamente emotiva do primeiro mês…

Tu + tu x tu = Nós em bom

São contas fáceis de fazer. És tu, mais tu, vezes tu, que é igual a nós, mas só que em muito melhor.E são momentos que parecem fragmentos congelados de tempo. Como se tudo à volta se movesse não se movendo. Como se todos falassem sem dizer sequer uma palavra. Como se tudo existisse sem existir….

Uma relação (demasiado) próxima com o cocó! Sem fotos!

Ahh páaa, cum catano que ninguém nos prepara nem nos avisa para este tipo de proximidades e afinidades que passamos a ter quando somos pais, mas, ainda assim, e porque acho que isto deve ser lido por todos os pais de bebés recém-nascidos, e por todos aqueles que têm as mulheres grávidas, vou contar-vos parte…

Por onde começar? – 3ª e última parte

Bom, vou tentar não fazer barulho com o teclado porque a pequenina finalmente adormeceu e a “coisa” não está fácil. O Martim já começou a trabalhar e tenho estado sozinha com ela. Sinto que ela tem saudades do papá – será isto possível se ela só tem 2 meses?! O certo é que a partir do…

Por onde começar? – 2ª parte

Pois é, têm razão!! Mereço no mínimo umas mil chibatadas pela demora em retomar o texto sobre como tudo aconteceu… Mas a pequenina exige mesmo muita atenção e cuidado. Ora, dizia eu que mal sabia o que aí vinha em termos de dores. Pois não sabia mesmo! Já lá vamos não tarda… Antes, explicar-vos que…