Ainda tão nova e já começa a dar despesas…

Acabou de fazer 2 anos e já começa a dar despesa. Acreditem que é verdade. Felizmente estas coisas já têm solução. =) Para meu sossego ainda existe algum bom senso nas instituições, e a pessoa tem sempre a possibilidade de ligar para a Vodafone e perguntar o que é que se passa com a factura…

Ela vai sem fralda, senhores. E agora?

Não é fácil. De todo. Mas é fazível. Perfeitamente. Afinal de contas nenhum de nós vai para a faculdade a fazer xixi nas cuecas. Certo? Por isso, força! Coragem. Determinação. Preserverança e… boa sorte!

Os 2 anos da Leonor

Já são 2 anos sim! 2 maravilhosos anos com este doce de menina! Não me podia ter “calhado” melhor filha, de facto, mas eu mereço! A Leonor é atrevida, divertida, meiga, simpática, curiosa. É um vulcão em constante erupção! Gosta de brincar, dançar, cantar. Gosta de falar, de rir, de imitar, de fazer drama. Tem…

A boa vontade dos desconhecidos que faz do Mundo um lugar melhor

Manhã de Domingo, de sol, brilhante como se quer uma manhã de Domingo de ☀️, de Primavera. Alva. Meiga. Linda. O dia arranca quase bem. Sim, quase bem. Vou buscar a Leonor à cama dela e trago-a para junto de nós. Como acontece todos os dias. E ela ali fica, entre nós, entre o dormitanço…

A alegria incomparável de ver crescer uma criança

Aos quase 35 anos de vida posso perfeitamente afirmar que ver crescer a minha filha é um prazer absoluto e o maior regalo dos meus dias. É de facto uma alegria incomparável esta a de ver crescer uma criança. A minha. Vê-la conquistar pequenas vitórias diariamente. Assistir ao desbravar do mundo. À superação dos pequenos…

Ela está a crescer

  Há uns bons meses a Beta – a primeira e eterna auxiliar da escolinha – disse-me que a Nonô ia começar a falar muito cedo, que era mega despachadona e para me preparar que ela ia ser “fresca”. Pois bem, confirma-se tudo! Claro que ainda não recita poesia, calma, mas “fala” pelos cotovelos. Nem…

Uma etapa que termina… outra que começa!

Foram quase 21 meses. Nunca imaginei, como já vos tinha dito uma vez. Nunca imaginei que conseguisse amamentar durante tanto tempo, que tivesse tamanha vontade e força e espírito de sacrifício que, vamos lá ver, é preciso de vez em quando, pelo meio do caminho. Sempre gostei de dar mama, mesmo quando ao início as dores…